iG - Internet Group

iBest

brTurbo

meninos

07/07 - 15:41hs

Eu não sei dançar, e agora?
Cansado de ficar parado na balada? Confira algumas dicas para dançar sem passar vergonha

Alexandre Ciszewski

De acordo com o dicionário, dança é a sucessão rítmica de passos, saltos e/ou movimentos corporais, ordinariamente ao compasso de música. Hein?! Pois é, se você também achou um pouco complicado e ficou meio perdido, relaxe, pois não é o único travado na pista de dança.

Agora, se você está a fim de conquistar alguém, não pode ficar acanhado e permanecer parado no meio da balada! Isso não vai ser nem um pouco bacana! Mas como dançar na balada sem passar vergonha? Nós damos as dicas:

Evite o ridículo
Nada de relembrar os passinhos que John Travolta realizou no épico "Pulp Fiction", dar uma de Village People e mandar um “Macho Man” ou “YMCA”! Desse jeito, você afastará as garotas em vez de aproximá-las. Ah, nada de Créu também! Se você não tem habilidade pode ser muito embaraçoso.



Concentração
Esqueça das outras pessoas, mas não a ponto de sair esbarrando em todo mundo que estiver ao seu redor. Nada de movimentos muito bruscos.

Entre no ritmo da música
Uma boa dica é você marcar com batidas de pé as batidas mais graves da música (falando português claro, bata o pé junto com o bumbo da bateria). Nada de brincar de air guitar no meio da balada!!!

Movimente seu pescoço e vá se soltando devagar. Eu disse devagar! Não é porque você se esqueceu das outras pessoas que terá que se expor ao ridículo, certo?

Afinal, você está tentando conquistar alguém com sua dança. Vale lembrar que em algumas espécies do mundo animal os machos devem seduzir suas fêmeas com uma dança hipnotizante.

Deixe a timidez de lado. O importante é entrar no clima da balada, ou na “vibe”, como dizem por aí. Fique descontraído e não abuse de movimentos estranhos ou constrangedores. O que é melhor: rir de alguém fazendo esses passinhos bizarros na balada ou ser o motivo do riso da galera?

Lembre-se: seu corpo é articulado e possui juntas, essas juntas foram feitas para se movimentar. Então nada de ficar parado, movimente os braços no ritmo da música, solte um pouco seu pescoço, movimente suas pernas, tudo sem exagero para não se comprometer e afastar as pessoas. E nunca, mas nunca mesmo, imite um robô!

Se bem que há aqueles que continuam afirmando: “eu danço mal, mas me divirto”. Agora é hora de “balançar o esqueleto” sem passar vergonha e aproveitar a festa. O importante é se divertir.

Mais um vídeo para você entrar no embalo: “Move it” – Madagascar:

E você? Tem alguma dica para disfarçar a falta de jeito na balada? Já passou alguma vergonha dançando? Comente aqui embaixo!

Leia mais sobre: dicas

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG



Contador de notícias