iG - Internet Group

iBest

brTurbo

meninos

15/05 - 12:40hs

Sem sexo não tem namoro?
Discutimos se vale esperar a "hora certa" dela para transar

Da Redação do Jovem

Quase todos os homens concordam que para eles não é necessária uma “hora certa” para perder a virgindade. Já a maioria das meninas virgens espera pelo bendito “momento certo” e nem todos os namorados conseguem esperar. Por quanto tempo é possível segurar a onda? A depender da namorada, a situação pode ficar crítica.

O carioca Pedro Saturnino, 15 anos, é do time dos pacientes: “O homem tem que saber esperar a hora certa da menina. Seja no namoro ou numa ficada, por mais desejo que se tenha a gente tem que entender”. Mas ele também não esconde a frustração quando tem que puxar o freio de mão. “Já aconteceu comigo de estar com uma menina que ficava provocando muito e quando eu já subia pelas paredes, ela mandava parar. Isso não é animador para ninguém, né?”, conta Pedro.

Em alguns casos é difícil até tocar no assunto com a menina. Foi o caso de César Crivelaro, paulista, 18 anos: “Eu tinha receio até de falar sobre o assunto com ela porque achei que ela poderia ficar chateada. Mas foi bem natural quando falamos disso. O clima era descontraído e deu tudo certo”, revela.

Mas o tempo entre tocar no assunto até a hora de finalmente ir para a cama pode ser muito longo. E os “bons moços”, como é o caso de César, podem se tornar superinseguros. “Sempre rola um nervosismo. A gente fica com medo da não dar certo, de doer, de brochar, de não ser bom”, diz o paulista.

A realidade é que nem todo mundo agüenta esperar. São esses que pensam que o sexo é fundamental numa relação. O paulista Lucas, 15 anos, é dessa turma: “Ela se insinuava demais, falava um monte de besteiras. Mas quando ficávamos sozinhos ela recuava e falava que não queria nada ainda. Falava que só após a maioridade. Eu não quis esperar por isso e terminei”.

Outro que também não agüenta esperar é o Rodolfo Andrade, 24 anos, também paulista. Se a mocinha só quiser sexo depois do casamento, ou só depois de um ano de namoro, ele pula fora rapidinho. “Nem a pau que eu espero tanto tempo, se for para esperar dois ou três meses, gostando da mina, até que vai. Mais do que isso não rola”, decreta.

Entre o medo e o desejo, entre os amassos e a espera, a palavra de ordem é controle e criatividade. “Existem outras formas de se ter prazer com uma mulher sem ser sexo”, pondera Pedro. Para César, controlar o desejo é difícil, mas vale a pena. “Quando o desejo é muito grande a gente tem outras formas de aliviar, não é?”, conclui o paulista.

Você esperaria quanto tempo? Deixe o seu comentário!

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG



Contador de notícias