iG - Internet Group

iBest

brTurbo

meninos

17/05 - 19:30hs

Entenda o "planking", febre do Facebook que paralisou- literalmente - a Austrália

Sucesso entre os jovens pode ser divertido, mas todo cuidado é pouco na hora de ser criativo

Redação iG Jovem

> Tag Rugby ganha campeonato no Brasil
> Kelly Slater pega onda no Rio de Janeiro
> Siga o iG Jovem no Twitter

Não é muito difícil de aprender. A prática conhecida como PLANKING consiste basicamente em “horizontalizar” o corpo de barriga para baixo, com os braços e pernas eretas, sem nenhum motivo aparente. Quanto mais inusitado for o lugar, melhor. Faz parte do jogo ficar ali parado por alguns segundos e garantir uma foto para publicar no Facebook. Depois disso, basta esperar os inúmeros “likes” de seus amigos e outros praticantes da “modalidade” na rede.

Na última semana, o planking ganhou diversas manchetes em jornais australianos quando o estudante Nate Shawn, de 20 anos, foi detido enquanto deitava no capô de uma viatura policial para fazer um clique. No mesmo dia, a página oficial do “Planking  Australia” no Facebook saltou de 8 mil fãs para 100 mil. Até o fechamento desta matéria, mais de 136 mil pessoas estavam “curtindo” a URL - e o número apenas cresce. A palavra planking vem de "plank", que em inglês significa "prancha".

Muitos adeptos dizem que o planking é uma forma de expressão artística bastante inusitada. Alguns defendem a febre apenas como um flash mob, assim como qualquer outro. E ainda existem aqueles que embarcaram na onda só pra tirar um sarro e ganhar crédito entre os amigos no Facebook.

Mas toda brincadeira tem que ter seus limites. Conseguir a foto do planking perfeito custou a vida de um jovem, que faleceu na cidade de Brisbane, nessa segunda-feira (16). Acton Beale, de 20 anos, tentava tirar uma foto se equilibrando no parapeito da varanda, em seu apartamento, e acabou caindo do sétimo andar.

Imediatamente, o planking se tornou motivo de preocupação entre os pais e autoridades na Austrália. A primeira-ministra do país disse em entrevista à imprensa: “Existe diferença entre uma diversão inofensiva, praticada em lugar realmente seguro, e levar sua vida em risco”, disse Julia Gillard. “Todo mundo gosta de se divertir um pouco, mas o foco tem que estar na segurança em primeiro lugar”, completou.

O planking ganhou a atenção da mídia apenas agora. Mas na verdade, a prática nasceu na Inglaterra já há alguns anos. A festa dos deitados começou no final de 2007, entre três amigos que começaram a tirar as fotos no quintal, criaram uma página no Facebook e convidaram os amigos para participarem.

Em poucas semanas, o "The Lying Down Game" ("Jogo de Ficar Deitado”) já tinha 3 mil seguidores no mundo inteiro, enviando fotos em lugares bizarros com famílias, bichos de pelúcia e até cachorro entrando na brincadeira.

"Imagine seu corpo o mais rígido possível. Mãos retas, pés eretos, cabeça para baixo. E tem que ficar tenso!", explica o alemão Gary Clarkson, o mentor da equipe pioneira. "Você consegue pontos conforme a performance do movimento", disse ele. Segundo o jovem, existem duas maneiras de incrementar ainda mais o seu planking: a foto tem que ser tirada nos lugares mais inusitados e quanto mais gente na foto, melhor!

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG

publicidade



Contador de notícias