iG - Internet Group

iBest

brTurbo

meninos

27/03 - 19:31hs

Edson Junior leva o título do Campeonato Brasileiro de Stand Up Comedy
Evento realizado durante festival de comédia em São Paulo contou com participantes de todas as partes do país

Rafael Bergamaschi, iG São Paulo

>Michael Winslow e Avner: muito humor, poucas palavras
>Rafinha Bastos estreia novo espetáculo
>Siga o iG Jovem no Twitter

Depois de extenuantes e seguidas apresentações – inclusive uma improvisada numa estação de metrô – foi eleito o vencedor da primeira edição do Campeonato Brasileiro de Stand up: Edson Junior. Além do título, ele recebeu um prêmio de R$ 3 mil e uma vaga para o festival no ano que vem. Em segundo lugar ficou o carioca Leonardo Reis e em terceiro, Thiago Souza, de Curitiba.

Logo após a decisão, Edson mostrou serenidade para falar de seu momento. “Não fiquei surpreso (com a decisão) porque me esforcei muito para chegar até aqui, mas claro que o título poderia ter ficado com outra pessoa. Tinha muita gente boa”.

Natural de Santos, Edson já fazia algumas apresentações de stand up em sua cidade, mas nada muito grande, nem que fosse o suficiente para pagar as contas. Situação que ele agora quer que mude. “Gostaria muito de poder me apresentar em outras cidades do estado de São Paulo, ou, quem sabe, até do Brasil. Vai depender muito de mim isso, tomara que dê certo”.

Para saber se o texto escrito vai ser ou não usado nas apresentações, o comediante confessa que amigos e familiares servem como cobaias. “A gente testa com o pessoal em casa sem seles saberem. Se derem risada é porque está bom”.

Antes de ser humorista, Edson já fazia parte de toda uma geração de apreciadores do stand up comedy que se tornou relevante no Brasil há pouco mais de sete anos, com a presença de nomes, hoje, de peso como Rafinha Bastos (clique aqui para conferir entrevista com o Rafinha), profissional que serviu como modelo para o santista. “Quando o vi pela primeira vez, pensei: ‘eu preciso fazer isso’, gosto muito de escrever e não tenho dom para interpretar personagens, que seria outro tipo de comédia”.

Edson fez alguns efeitos sonoros em seu espetáculo e foi bastante aplaudido pelo público presente, mas ele confessa que ficou intimidado depois que viu Michael Winslow, comediante norte-americano conhecido por ser “o homem das 10 mil vozes” - que também concedeu entrevista ao IG -, no evento. “Depois que vi aquilo fiquei até com vergonha dos meus barulhos”, brinca.

Agora quase famoso, Edson não quer deixar a peteca cair e já pensa em sua participação no Risadaria do ano que vem. “A cobrança vai ser muito maior, espero que eu esteja bem, espero poder agradar todo mundo, mas de uma forma mais profissional, mais consolidada”.

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG



Contador de notícias