iG - Internet Group

iBest

brTurbo

meninos

23/02 - 17:58hs

"Never Say Never" traz infância, broncas da avó e até laringe de Justin Bieber
Filme estreia na sexta-feira e revela bastidores da vida do cantor

Nathália Ilovatte, iG São Paulo

> Leia mais: nova música de Justin Bieber vaza na internet; ouça
> Dublador de Dart Vader faz cover irônico de "Baby"; assista
> Siga o iG Jovem no Twitter

Num momento em que fãs conversam com celebridades via Twitter e veem em primeira mão fotos do cachorro brincalhão ou da nova tatuagem delas, parece que não há como aproximar ainda mais ídolos e admiradores. “Never Say Never”, filme que conta a história do cantor Justin Bieber e estreia sexta-feira nos cinemas, prova que isso ainda é possível. Além de ser 3D, o que faz Justin Bieber jogar a franja para o lado quase na cara do público, o filme mostra detalhes inéditos da vida do cantor.

Confira o trailer de "Never Say Never":

Na telona tridimensional, o cantor troca de roupa, leva bronca da avó, fica deprimido, toma vitamina com gosto ruim e faz até laringoscopia – sim, em “Never Say Never” o público entra na garganta do cantor, quer intimidade maior? Além dos detalhes da vida do astro – a laringe, os bastidores, as cenas de fãs chorando –, o filme torna mais fácil entender por que Justin Bieber é um fenômeno.

Aos quatro anos, ele já tinha noções atípicas de ritmo e musicalidade. Aos 12, se destacava em concursos musicais da cidade de Stratford, no Canadá, onde morava. Nessa época, já exibia aquele “algo mais” que ninguém sabe explicar, mas cativa todo mundo. E, aos 16, ele realizou o feito de lotar o Madison Square Garden em 20 minutos de vendas de ingresso, para surpresa até dos empresários que arriscaram produzir o show.

Nas horas vagas, o menino prodígio é um garoto esperto e com sinais de hiperatividade. Joga basquete com amigos da vizinhança, brinca com o cachorro, resolve um cubo mágico, bagunça o quarto, posta coisas no Twitter e grita o suficiente para voltar sem voz aos estúdios, após uma folga. No fundo, não é tão diferente do menino que senta ao seu lado no colégio. Exceto pelo fato de que, bem, ele virou o Justin Bieber.

Em determinado momento, Mama Jan, a professora de canto que acompanha Justin durante toda a turnê, afirma que as fãs se sentem um pouco donas do cantor, por acreditarem tê-lo descoberto na internet antes dos empresários e da mídia. Com “Never Say Never” e todos os detalhes da vida do astro expostos, essa cumplicidade vai aumentar. E não há dúvidas de que esse é um filme para ser visto no cinema só por quem realmente ama Justin. Para os não-fãs, o melhor é ver em casa, porque os gritos e choros durante toda a sessão serão incontroláveis – e nenhuma “belieber” vai querer ouvir “shhhh” quando estiver cara a cara com Justin em três dimensões.

“Never Say Never” estreia na sexta-feira (25) em cinemas de todo o país, com classificação etária livre.

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG



Contador de notícias