iG - Internet Group

iBest

brTurbo

meninos

07/10 - 15:42hs

Enciclopédia baseada na mitologia de "Eragon" chega às lojas brasileiras

"O Guia da Alagaësia de Eragon", criado por Christopher Paolini, caracteriza mundo dos personagens da ficção épica

Artur Tavares, especial para o iG

> Leia também: conheça "O Mundo Mágico de Harry Potter"
> Banda paulista vence concurso estudantil de música
> Siga o Twitter do iG Jovem

A editora carioca Rocco acaba de colocar nas livrarias a caprichada edição “O Guia da Alagaësia de Eragon”, uma enciclopédia baseada na mitologia de livros “Ciclo da Herança”, de Christopher Paolini. A série, também conhecida como “Eragon” –  nome de seu primeiro volume – já ganhou filme, embora sua conclusão ainda precise ser publicada. No intervalo entre o terceiro e o quarto livro, Christopher dedicou seu tempo à conclusão deste item de colecionador.

Eragon é uma fantasia medieval, um dos gêneros da literatura fantástica mais facilmente assimilada por jovens. Também devido a Tolkien, que durante a Segunda Guerra Mundial publicou “O Senhor dos Anéis”, um estudo da história humana por meio da representação de um mundo habitado por orcs, elfos, anões, árvores vivas, dragões, demônios, bruxas, magos e artefatos mágicos.

Mapa detalha territórios de cada um dos povos que habita Alagaësia

Depois de 1949, quando foi concluído, “O Senhor dos Anéis” inspirou desde RPGs a bandas como Blind Guardian, desenhos animados como “Caverna do Dragão”, e o próprio Paolini – pelo menos quando o assunto é a caracterização do mundo em que vivem seus personagens. Os elementos clássicos são os mesmos, mas dotados de detalhes únicos. São eles que dão tom ao “Guia da Alagaësia”.

Ao longo das páginas do enorme volume, com capa em alto relevo imitando escamas de dragão – além de duas pedras imitando as almas destes animais – o leitor vai se deparar com um mapa demográfico detalhando territórios de cada um dos povos da Alagaësia; tópicos sobre a vida natural e a história do local desde “Depois da Criação”, quando o primeiro anão foi criado “das raízes das montanhas” por um de seus deuses; detalhes sobre a ordem dos Cavaleiros de Dragões, da qual faz parte Eragon, dos Elfos, Humanos, Anões, Dragões e os nojentos Urgals.

Em alto relevo e com pedras, capa do guia também imita escamas de dragão

Se à primeira vista o livro impressiona e a leitura se mostra detalhista, embora simples e prazerosa, o guia ainda tem mais a seu favor. É belamente pintado pelos profissionais da Alfred A. Knopf (que publica a série nos EUA), com algumas ilustrações do próprio Paolini. Também tem páginas que se desdobram, minilivros no meio das páginas, brindes como trevos e “Falanges de Dragão” dentro de envelopes – também colados nas páginas –, imitação de pelo de animal como figurinhas de antigos álbuns, glitter colado em lixa e pó brilhante embalado. Mas o Guia ainda tem muitos outros detalhes.

Na última página do livro, um presente para quem chegou ao final. Só não vale contar aqui o que é. Eragon, de Christopher Paolini, sai pela editora Rocco com preço sugerido de R$ 59,50.

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG



Contador de notícias