iG - Internet Group

iBest

brTurbo

03/11 - 13:18hs

Você sabe o que é dor testicular?
"Muitas vezes, apenas o toque das mãos ou da cueca já é doloroso"

Dr. Ricardo de La Roca

Dor testicular é uma afecção muito comum nos homens, principalmente nos adolescentes e adultos jovens e precisa ser corretamente diagnosticada, pois existem situações bastante simples, mas por outro lado, existem algumas situações de emergência e até mesmo degenerativa.

Os testículos e os epidídimos são os órgãos responsáveis pela formação e armazenamento dos espermatozóides. Eles são extremamente sensíveis, por sua rica inervação. A sensação dolorosa na bolsa escrotal, aliada a um aumento do volume e consistência dessas estruturas, deve ser prontamente diagnosticadas por um profissional da saúde, preferencialmente um médico urologista.

Na adolescência, com o aumento da excitação, existe uma maior sensibilidade ao toque dos testículos, e isso se torna mais frequente quando um garoto fica muito tempo sem ejacular. Muitas vezes, apenas o toque das mãos ou da cueca já é doloroso.

Quando o adolescente se excita antes do ato sexual, propriamente dito, também ocorre uma profunda sensibilidade, e se por algum motivo, o menino não ejacular, a dor se torna ainda maior e pode se prolongar por algumas horas.

A dor pode ocorrer também, por causa das infecções bacterianas ou virais e essas sim podem comprometer os testículos, como, por exemplo, a caxumba ou a orquiepididimite. Normalmente, essas infecções vêm acompanhadas de febre, fraqueza, dor e aumento do volume de um, ou dois testículos. Elas precisam ser rapidamente diagnosticadas e tratadas adequadamente. Cada caso tem um tratamento específico.

Outro caso é quando há a presença de veias dilatadas no escroto, chamadas de varicocele. Geralmente, nessa situação a dor é acentuada, principalmente em dias de muito calor ou quando se fica um longo período de pé. Agora, fique alerta, é se notar um aumento do volume do testículo, sem dor, procure um urologista com urgência, pois pode existir um tumor maligno em fase inicial e quanto antes, diagnosticar e tratar, maior são as chances de cura total.

E você, também quer enviar a sua dúvida? Mande um e-mail para o Dr. Uro. Comente!

Leia mais sobre: saúde



Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG



Contador de notícias