iG - Internet Group

iBest

brTurbo

meninas

14/10 - 09:30hs

Cecília Dassi
Sensual e namorada de um homem bem mais velho, a jovem atriz fala sobre os desafios de interpretar a personagem Clarisse, em 'Viver a Vida'

Bruno B. Soraggi

Ela não se chama Sandrinha. Seu nome é Cecília Dassi, é atriz e está prestes a completar 20 anos de idade no dia 6 de dezembro. “Eu cresci, amadureci e mudei”. É verdade. Desde sua personagem na novela ‘Por Amor’, de 1997, a carreira dessa gaúcha de Esteio já foi consagrada diversas vezes, o que não acontece com frequência na vida de atores tão jovens. Já pelo papel desempenhado naquela novela, Cecília foi premiada pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) como a melhor atriz revelação feminina.

Talvez por isso mesmo muita gente na rua ainda a reconheça como a doce-mas-nem-tão-frágil Sandrinha. Segundo ela, porém, isso tem diminuído. Agora a reação é: “Olhaaa! Meu Deus, eu lembro de você desde quando fez a Sandrinha!”. Atualmente trabalhando na novela ‘Viver a Vida’, do mesmo Manoel Carlos, a jovem de belos olhos azuis interpreta uma garota que namora um homem bem mais velho e se veste de maneira mais sensual, algo até então inédito em sua carreira. “Está sendo um desafio delicioso. Exige empenho e dedicação, e, justamente por isso, estou amando”. Veja abaixo a conversa inteira que tivemos com a atriz.

iG Jovem - Conte um pouco da sua carreira na televisão. Como e onde começou, de quais programas já participou?
Cecília Dassi -
Minha estreia na TV foi aos cinco anos, em 1995, quando participei da série ‘A Comédia da Vida Privada’. No mesmo ano, participei do ‘Você Decide’. Aos sete, deixei minha cidade natal [Esteio (RS)] para morar no Rio de Janeiro, onde fiz minha primeira telenovela interpretando a Sandrinha em ‘Por Amor’, também de Manoel Carlos, papel que me rendeu quatro prêmios. Os meus trabalhos seguintes foram em ‘Suave Veneno’, ‘Bambuluá’, ‘A Padroeira’, ‘O Beijo do Vampiro’ e, em 2002, fiz a minissérie ‘O Quinto dos Infernos’. Foram trabalhos que me ajudaram a consolidar a minha carreira. Já com 15 anos, tive uma experiência como apresentadora à frente do ‘TV Globinho’. Depois do programa, trabalhei em ‘Alma Gêmea’, ‘Sete Pecados’ e em ‘Três Irmãs’. No cinema, fiz o longa ‘A Guerra dos Rochas’. 
 
iG Jovem - Aos oito anos, você já havia sido premiada como atriz revelação e participado de mais de 40 comerciais. Para uma criança, isso é uma exposição incomum. Como fez para não deixar a fama subir à cabeça?
Cecília Dassi -
Foram meus pais e minha estrutura familiar que me ajudaram e mantiveram meus pés no chão. 
 
iG Jovem - Como está sendo a experiência de interpretar uma personagem mais sensual, ousada?
Cecília Dassi -
Um desafio delicioso. Exige empenho e dedicação, e, justamente por isso, estou amando.
 
iG Jovem - Há muita gente que se choca pelo fato de a Sandrinha agora estar usando decotes nada comportados?
Cecília Dassi -
Não é a Sandrinha quem está usando decotes, e é justamente isso que queremos mostrar. Não sou mais a Sandrinha. Fui, tenho muitíssimo orgulho disso, não tenho a menor intenção de apagá-la do meu passado, porque ela foi muito importante pra mim. Mas eu cresci, amadureci e mudei. Sou a Cecília Dassi, atriz, e posso ser qualquer personagem que eu precisar.

iG Jovem - Aliás, ainda te chamam muito de Sandrinha?
Cecília Dassi -
Mais ou menos. Antigamente me chamavam mesmo de Sandrinha, mas, hoje em dia o discurso é diferente. Não é mais “olha, a Sandrinha!” e sim “Olhaaa! Meu Deus, eu lembro de você desde quando você fez a Sandrinha!”. Para mim essa pequena diferença é muito significativa.

iG Jovem - Você deu seu primeiro beijo em um rapaz na novela 'Beijo do Vampiro', certo? Acha que já está preparada para a primeira cena de nudez?
Cecília Dassi -
Não penso nisso no momento. Estou lidando aos poucos com a questão da exposição do corpo. Tenho conseguido me desligar bem das minhas vergonhas e pudores, mas sei que na novela não haverá nudez. Então não fico pensando nisso. De qualquer forma, acho que só conseguiria fazer uma cena de nudez se sentisse que é importante, que não será apenas uma nudez gratuita daquelas que parecem apelativas.

iG Jovem - Se o papel de Clarisse exigisse cenas de sexo, você faria?
Cecília Dassi -
Tudo depende do contexto e da forma como for trabalhado.

iG Jovem - Além de atuar, você também estuda psicologia, não é? Em qual período está? Pretende seguir a profissão?
Cecília Dassi -
Tranquei a faculdade neste semestre, pois a novela tem exigido muita dedicação e tempo. Já cursei cinco períodos e pretendo me formar, fazer cursos de extensão, pós-graduação, tudo direitinho. Quero trabalhar com isso, também, mas mesmo que não trabalhe, amo estudar e não vou querer parar.
 
iG Jovem - Acha que seu curso auxilia na construção de seus personagens?
Cecília Dassi -
Auxilia, sim. Não acho que seja fundamental, mas ajuda.
 
iG Jovem - Li outra entrevista sua na qual você disse gostar de livros da autora Zíbia Gasparetto. Você é espírita? Segue alguma religião?
Cecília Dassi -
Não me classifico dentro de nenhuma religião específica. Fui batizada pela Igreja Católica, fiz primeira comunhão... Mas hoje em dia, vejo coisas na religião católica que não me completam tanto quanto o que vejo nos livros da Zíbia. Não acho que tenha conhecimento suficiente sobre a religião espírita para me afirmar espírita, estou “estudando” religiões, aprendendo sobre elas, pegando o que gosto mais de cada uma... Acho que a principal missão de uma religião é me completar, me fazer feliz, me trazer paz, e é o que os livros da Zíbia fazem.
 
iG Jovem - Outra coisa que fiquei sabendo pelo seu blog é que recentemente você fez um ensaio fotográfico para uma revista sobre noivas. Coincidentemente também li um horóscopo feito pelo Leão Lobo sobre você e lá dizia que o ano de 2009 seria "próprio ao amor e ao casamento". Você planeja se casar em um futuro próximo?
Cecília Dassi -
(Risos) O ano já está acabando, hein? Tenho pouco tempo pra casar em 2009! (Risos) Estou namorando há mais de 2 anos e meio, estou muito feliz e pretendo deixar as coisas acontecerem naturalmente.

iG Jovem - Para terminar: você já fez comerciais, séries, novelas e cinema. Qual a próxima etapa?
Cecília Dassi -
Faltou o teatro, que também já fiz. Acho que o que importa agora são os personagens que farei, e não se é na TV, no teatro ou no cinema. O que quero agora é o amadurecimento profissional que só conseguirei com desafios como o que estou tendo agora.

Gostou da entrevista? Deixe um comentário!

Leia mais sobre: Cecília Dassi

*Receba essa e outras notícias no seu celular. Envie igigirl para 49094.

Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG



Contador de notícias