iG - Internet Group

iBest

brTurbo

13/05 - 14:39hs

Miley Cyrus: "Tive muitas situações em que sofri bullying"
No Brasil, a cantora contou durante coletiva de imprensa que é viciada em compras e gostaria de voltar ao país para passar férias

Priscila Bessa, iG Rio de Janeiro

> Ouça entrevista exclusiva com Miley Cyrus para o iGirl
> Os melhores e os piores looks de Miley Cyrus
> Siga o iGirl no Twitter

Miley Cyrus, que apresenta o show da turnê “Gypsy Heart” na noite desta sexta-feira (13), no Rio de Janeiro, e no sábado (14), em São Paulo, conversou com a imprensa durante uma coletiva no hotel Copacabana Palace, zona sul do Rio, onde está hospedada.

Os repórteres não puderam se dirigir diretamente à Miley e entregaram suas perguntas à assessoria do show. Uma tradutora se encarregou da comunicação com a cantora. Enquanto aguardavam a chegada de Miley, os jornalistas foram avisados pela produção que não deveriam fazer “movimentos bruscos”. A recomendação se deu por conta do forte esquema de segurança ao redor da cantora.

Usando um vestido tomara que caia justo, ela brincou fazendo gestos indicando nervosismo antes de começar a entrevista. A mãe da estrela pop, Letícia Tish Cyrus, acompanhou a coletiva na plateia. A seguir, as perguntas dos repórteres.

O que os fãs podem esperar do show no Brasil? Incluiu músicas novas? Tem alguma canção em português?
Miley Cyrus:
Tem músicas novas sim, vários fãs fizeram pedidos pelo Twitter. Estamos tentando, ainda não sabemos se vai dar para incluir, mas não vai ter música brasileira. Eu falo inglês apenas.

Você gosta de samba? O que conhece de música brasileira?
Miley Cyrus: Não sei nada na verdade sobre samba a não ser um vídeo de exercícios que a minha mãe tem, que toca samba. E a minha mãe pode demonstrar se vocês quiserem (risos).

O que sabe sobre os desfiles de escolas de samba? Gostaria de desfilar?
Miley Cyrus:
Eu não sei. Talvez.

O que está achando do Rio? Que lugares conheceu e o que a surpreendeu?
Miley Cyrus:
O Rio, na verdade, está sendo um dos meus lugares favoritos porque, pela primeira vez, tive um dia de folga, fui à praia e pude relaxar. Gostei muito das pessoas. Fomos a uma das praias, fizemos um pouco de compras e todos foram muito gentis.

Que dica daria para uma menina que quer ser cantora?
Miley Cyrus: Eu acho que depende. Tenho uma irmã mais nova que quer entrar nessa indústria e fico dizendo a ela que espere até ficar mais velha. As pessoas falam muito sobre a escola e se ela perdesse essa experiência isso me entristeceria. Se quiser realmente, faça todas as aulas de atuação que puder, e peças. Faça por diversão, não deixe que as pessoas da indústria poluam sua cabeça com bobagens.

O que mais gosta de fazer: cantar ou atuar?
Miley Cyrus:
Tenho sorte de poder fazer as duas coisas. Quando estou em turnê fico mais focada em música e, quando estou num set de filmagem, tudo que penso tem a ver com aquilo. Não poderia realmente escolher, mas a música é a minha primeira escola.

Fale um pouco sobre a turnê do show “Gypsy Heart”. De onde veio a ideia do tema cigano?
Miley Cyrus:
Meu pai sempre esteve na estrada, então cresci conhecendo diferentes lugares. Quando você faz isso deixa a sua família e amigos para trás. Acho que nunca estive num mesmo lugar por muito tempo.

Pode falar um pouco sobre os filmes “LOL” e “So Undercover”?
Miley Cyrus:
Estou muito empolgada com “LOL” porque escolhi fazer por mim, não era um grande orçamento, não fiz para os outros, eu apenas adorava a história. “So Undercover” é divertido para todos. É uma comédia, mas também tem ação.

Como mantém o pique em shows, gravações e entrevistas?
Miley Cyrus:
É difícil, mas quando você ama o que faz fica mais fácil. Honestamente, não sei como eu faço. Acho que sou louca (risos).

Por que você decidiu cantar clássicos do rock?
Miley Cyrus: Tem tantos fãs que vão ao meu show e eu os inspiro - eles me dizem isso - e nessa turnê quis cantar canções que me inspiraram. Quero que as pessoas saibam por que quis ser uma artista.

Vê diferenças entre os fãs americanos e os latinos?
Miley Cyrus: Acho que definitivamente há uma grande diferença. Amo meus fãs americanos, mas nunca vi as pessoas dormirem na porta do hotel por dois dias e gritarem tão alto como vi em alguns shows que fiz na América Latina.

Você tem obsessão por fotos com bigode. Por quê?
Miley Cyrus: Eu sempre tive uma estranha obsessão por bigodes, acho que é uma coisa minha e do meu irmão porque, quando estou fora, mandamos algumas fotos um para o outro de bigode fazendo coisas normais. Meu irmão acaba de tirar a carteira de motorista e me mandou uma foto de bigode dirigindo. É uma forma nossa de nos manter em contato.

Você usa muito o Twitter. Fala com os fãs brasileiros através do microblog?
Miley Cyrus:
Sim. É assim que me comunico com eles e sei que músicas eles querem ouvir.  

Gostaria de voltar ao Brasil para passar férias? Aonde gostaria de ir?
Miley Cyrus:
Sim. Mas acho que adoraria que tivesse alguém daqui que me mostrasse tudo, não gosto de frequentar os lugares turísticos. Gostaria de conhecer aonde as pessoas locais vão.

Pensa em fazer novos trabalhos na TV?
Miley Cyrus:
Não sei. Meu pai tinha um programa na TV e disse que nunca mais faria isso, e então, seis meses depois, veio Hannah Montana. Não gosto de ter um cronograma, prefiro fazer o que acontecer.

Você disse que queria ir a lugares onde se sentisse amada. Pode dizer como está sendo recebida pelos fãs?
Miley Cyrus:
Um dos grandes motivos dessa turnê era porque sempre quis vir ao Brasil. Recebia tantas mensagens dos fãs e queria ir a lugares em que as pessoas não estivessem lá para criticar o show, ou que eu tivesse que provar alguma coisa. Que fosse pela música e pelo amor dos fãs.

Qual a coisa mais maluca que um fã já te escreveu no Twitter?
Miley Cyrus:
Uma pessoa disse que tinha um gato e que, se eu não voltasse ao twitter, ele seria punido por isso. Achei meio demais matar um gato porque eu não quero twittar sobre a minha vida. Isso foi muito estranho e não gostei muito. Não sou assassina de gatos (risos).

Como era a Miley nos tempos da escola?
Miley Cyrus:
Eu me mudei para Los Angeles para fazer a Hannah Montana quando estava na 6ª série. Foi a minha última experiência na escola. Eu perdi muito tempo, mas tive muitas situações em que sofri bullying. Fiquei feliz de sair e ir a um lugar onde sentia que podia me relacionar, que eram pessoas que trabalhavam com entretenimento em Los Angeles.

Como toda garota de 18 anos gosta de fazer compras? O que gosta de comprar?
Miley Cyrus:
Adoro fazer compras. Muito. Eu gosto em especial de sapatos, mas herdei esse problema da minha mãe. Ela tem algum distúrbio com relação a isso. Ela faz compras 24 horas por dia, sete dias por semana.

Faz trabalhos de caridade? Como?
Miley Cyrus:
Tenho uma instituição que ajudo, mas na verdade existem tantas formas de fazer caridade. As pessoas são muito criativas. Você precisa apenas escolher alguma forma que lhe desperte paixão.

Pretende descansar depois dessa turnê?
Miley Cyrus:
Pretendo pegar uma semana para descansar, mas não posso ficar parada por muito tempo senão enlouqueço a minha família. Tenho um novo álbum para fazer, entrevistas e filmagens.





Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG

publicidade



Contador de notícias