iG - Internet Group

iBest

brTurbo

13/07 - 16:35hs

Brasileira faz parceria com Joe Jonas na trilha sonora de "Camp Rock 2"
Jullie falou ao iGirl sobre versão nacional de “Wouldn’t Change a Thing”, que estará nas prateleiras a partir de 11 de agosto

Larissa Drumond, iG São Paulo

> Mais entrevistas: Luana Dornelas, do Underaged Heartbreakers
> Felipe Dylon: "Passei por um período estranho ano passado"
> Siga o iGirl no Twitter!

Se você gostou de saber que a continuação de “Camp Rock” tem estreia prevista para setembro, também vai curtir a notícia de que a trilha sonora brasileira terá uma versão nacional de “Wouldn’t Change a Thing”, originalmente gravada por Demi Lovato e Joe Jonas. A adaptação foi feita pela cantora Jullie e ganhou o nome de “Eu Não Mudaria Nada em Você”. A balada romântica, que alterna frases em português e inglês, está no álbum de “Camp Rock 2: The Final Jam”, que vai ser lançado em 11 de agosto.

A voz de Jullie é superconhecida – principalmente se você assiste a “Gossip Girl” ou já viu “Starstruck: Meu Namorado é Uma Superestrela”, “Boa Sorte, Charlie!” e “Isa TK+”. Em setembro de 2009, a cantora de 22 anos lançou seu primeiro álbum, intitulado “Hey”. Ela falou com o iGirl sobre a chance de fazer parte da trilha sonora do filme da Disney.

iGirl: Como foi gravar com os Jonas Brothers?
Jullie: A Disney me fez esse convite e, infelizmente, nós não gravamos juntos. A música já existia com o Joe Jonas e a Demi Lovato. Eu gravei a minha parte no Rio de Janeiro, mas não tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente. Mas foi uma grande honra! Poxa, cantar com o Joe, que faz parte do grupo de maior sucesso entre os adolescentes, que são o meu alvo também... Estou superfeliz!

Jullie canta, dubla e atua: "Quero conciliar tudo" 

iGirl: E como surgiu o convite?
Jullie: Eu faço a série “Quando Toca o Sino”, da Disney, então já tenho contato com o pessoal de lá. A gente estava conversando sobre o projeto e deu certo.

iGirl: Você fez a versão em português da música. Foi difícil?
Jullie: Eu adaptei a ideia porque a letra é em inglês. Tentei fazer alguma coisa parecida. É claro que as palavras não são as mesmas, porque às vezes não bate, não soa legal em português. Mas, de forma geral, não foi difícil! Sempre tem aquela frase em que a gente bate a cabeça, pensa bastante... Demorei uns dois dias para fazer, mas não que eu tenha ficado dois dias inteiros só fazendo isso.

iGirl: Vai rolar um videoclipe da sua versão para “Wouldn’t Change a Thing”?
Jullie: Eu não gravei ainda, mas acho que vai rolar. Eu espero que role [risos].

Ela tem planos de lançar um novo CD ainda neste ano

iGirl: Com a Disney, você só faz o “Quando Toca o Sino”?
Jullie: Eu faço bastante dublagem também, como a “Tinker Bell” (“Sininho”), a Jessica do filme “Starstruck: Meu Namorado é Uma Superestrela”, a Vanessa do “Phineas e Ferb”, “Boa Sorte, Charlie!” e cantei a música do “Bolt (Supercão)”.

iGirl: E você também faz a Blair Waldorf, de “Gossip Girl”, certo?
Jullie: Isso! Mas com a minha voz normal mesmo.

iGirl: Já que você faz a Blair, de “Gossip Girl”, você também é ligada em moda?
Jullie: Eu adoro moda, amo comprar roupas! Eu gosto de ousar, de ter coisas diferentes e bem coloridas. Não sou uma grande conhecedora, mas confio no feeling e no que eu vejo nas revistas. Adoro a Katy Perry, mas eu tenho meu próprio estilo, até porque ela é mais pin-up.

iGirl: Seu primeiro álbum foi o “Hey”. Ele atendeu suas expectativas?
Jullie: Ah, foi legal. Hoje em dia essa questão de vendas é um pouco difícil. Não foi um grande estouro, mas eu gostei muito! Das 11 faixas, seis são composições próprias. Fiz alguns shows e agora é gravar outros.

"Adoro moda, amo comprar roupas! Eu gosto de ousar", conta

iGirl: Você pensa em gravar um segundo CD? Já tem alguma música pronta?
Jullie: Eu já estou compondo e procurando músicas para um novo álbum. Tenho um material bacana para o próximo CD, mas ainda preciso pesquisar mais, entrar em estúdio e fazer testes. Vou ver se consigo lançar ainda neste ano.

iGirl: De onde você tira inspiração para compor?
Jullie: Em situações que vivi, em outras que eu invento, ou em alguma coisa que eu vejo em filmes. As músicas não são só autobiográficas, não!

iGirl: Você prefere atuar, dublar ou cantar?
Jullie: Meu foco é a música desde pequena, mas quero conciliar tudo. Eu também gosto muito de dublagem e dramaturgia. Hoje em dia o artista faz tudo!

iGirl: Quais são suas influências musicais?
Jullie: Eu adoro a Demi Lovato, as músicas são bem legais! Fui ao show em São Paulo e ela canta muito bem! A Katy Perry é meu ídolo. Enfim, eu gosto muito de mulheres no vocal, como a Kelly Clarkson e a Lily Allen. Mas também ouço Beatles, The Killers...

iGirl: Se você pudesse escolher qualquer artista no mundo para gravar, quem seria?
Jullie: Qualquer artista do mundo? Ih, tem tanta gente! Com o Michael Jackson, se ele ainda estivesse entre nós. Seria o máximo! Quem não gostaria de cantar com ele? Mas eu estou compondo umas músicas com o Lucas, da Fresno. Fazer uma música com ele seria bacana.





Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG



Contador de notícias