iG - Internet Group

iBest

brTurbo

03/02 - 12:12hs

"Seria legal fazer Hannah Montana, mas não seria eu", diz Lu Alone
Conheça a mineira de 16 anos que é comparada à Miley Cyrus, foi criada com os JoBros e bomba na net com um pop rock viciante!

Fernanda Catania, especial para o iG

Ela é loira, tem 16 anos, é superestilosa, conhece os Jonas Brothers e canta pop rock! A primeira coisa que vem a sua cabeça, provavelmente, é a Miley Cyrus. Acertei?! É inevitável fazer comparações sobre as duas. Mas, nada disso. Lu Alone é mineira e está prestes a lançar um CD solo por uma grande gravadora (a SLAP, selo de novos talentos da Som Livre). Recentemente, foi vítima de um boato, de que teria sido cotada para fazer uma versão brasileira de Hannah Montana. A garota garante que nada disso é verdade, mas deixou escapar que está fechando negócio para ter o seu próprio programa de TV. Sério, depois desta entrevista, você vai querer virar BFF dela!

Como começou sua carreira?
Eu tinha 4 anos, e um amigo da família me ouviu cantando e chamou para cantar no coral infanto-juvenil da igreja. Desde então, me apaixonei por música!

Como conseguiu o contrato com a gravadora?
Quando estava gravando o CD demo, meu produtor me apresentou um agente, que era amigo dele. Aí quando a demo ficou pronta, ele estava ouvindo no carro e entrou um amigo dele, que por coincidência era da Som livre, e ele ouviu e se interessou.

Como foi pra você, quando recebeu a proposta?
Nossa, fiquei muito feliz! Nem acreditei, porque era meu sonho seguir uma carreira profissional.  Na hora eu liguei pras minhas amigas!

Como vai ser seu CD?
Um CD de pop rock, com algumas baladinhas. São treze músicas no total. Dez eu que compus e duas são do meu irmão. E a gente está fazendo a regravação de Sugar Sugar, do The Archie, num estilo bem diferente, acho que o pessoal vai gostar. O nome é Lu Alone, porque é meu primeiro trabalho. Vai ser lançado no inicio de março. Ai, estou muito animada!

De onde vem a inspiração para compor?
Vem do nada! Às vezes eu estou na escola, no intervalo, em casa, e de repente vem uma ideia. Aí procuro um papel pra escrever. (risos)

Qual foi o lugar mais inusitado que isso aconteceu?
Tem uma música no CD chamada School. Estava no meio da aula de latim, e eu odeio latim. (risos). Ninguém aguentava mais, e uma amiga falou: "ai, eu quero paz", outra falou: "e eu quero dormir", e eu falei: "quero assistir TV". Aí eu cantei: "I wanna peace, i wanna sleep, i wanna watch TV", e uma amiga continuou a música, e fomos construindo a música do nada. (risos)

O que você gosta de ouvir?
Demi Lovato, Pink, Jonas Brothers, McFLY, Beyoncé.

O que mais tem tocado no seu iPod ultimamente?
Demi Lovato. Estou viciada em uma música dela que descobri, que não está em nenhum CD, chamada Back Around.

Se você pudesse ser alguém da música, quem seria?
A Beyoncé! (risos) Ela é diva, né?! Se puder escolher, tem que escolher a melhor, né? (risos)

Você tem medo de chegar a fama e você não conseguir mais conciliar escola, etc? (Ela está no segundo ano do colegial)
Não tenho medo nenhum. (risos) Acho que tem como conciliar. Tem que ser muito organizado, conversar com a escola e explicar a situação. Mas eu não tenho medo, porque sempre sonhei em fazer isso e, agora que surgiu a oportunidade, não vou desistir.

E você é uma pessoa organizada então?
Em relação aos meus compromissos sim, mas em relação ao meu quarto, é melhor deixar pra lá. (risos)

Alguém já te reconheceu na rua?
Já. Na primeira vez eu assustei, porque não esperava. Estava no shopping e, de repente, três meninas começaram a gritar e sair correndo atrás de mim. E eu pensei: "meu Deus, eu já tenho fã". E isso é muito legal, porque é o reconhecimento do seu trabalho!

Como você acha que ficou conhecida?
Ah, acho que pelo YouTube. E também participei do Musificando, do MySpace, uma competição onde você tinha que conseguir amigos, através da música. Então muita gente começou a me adicionar e se interessar pelo meu trabalho. Eu não ganhei, mas valeu a pena.

É verdade que você foi cotada para fazer a versão brasileira de Hannah Montana?
Isso é muito boato! O pessoal falou mesmo, mas eu só estou lançando o meu CD. Acho que começou com uma comparação de estilo: "ah, vai ser tipo Hannah Monatana", aí virou que eu ia ser a Hannah Montana brasileira. (risos)

O que você acha das comparações com a Miley Cyrus?
É meio difícil. Ser comparada com a Miley é uma grande honra, porque ela é uma das maiores artistas do momento, então fiquei feliz. Mas em ser comparada com Hannah Montana... Também foi legal, mas eu quero lançar um trabalho meu, com um diferencial. Mas com certeza a Miley foi uma inspiração pra mim.

Você me pareceu chateada com a comparação...
Não. Acho que vai ter muita coisa de boatos na carreira. Então foi mais pra eu me preparar.

Se rolasse a proposta, você toparia?
Sinceramente, eu não sei. Agora estou muito empolgada em lançar o meu projeto, com a minha cara. Seria legal fazer Hannah Montana, mas não seria eu, sabe?

E qual é o seu diferencial?
No Brasil, acho que sou a única que canta pop rock em inglês.

(Confira na gravação de "Girls can rock", da Lu Alone)



É verdade que você conhece os Jonas Brothers e a Demi Lovato?
Sim! Conheci a Demi através dos Jonas, na realidade, pela mãe deles. Ela me apresentou a Demi no show do Brasil. Quando eu era criança, e morava nos EUA, tinha a mesma babá que os meninos. Então, quando meus pais saiam, ou o contrário, ela cuidava da gente junto. O Nick até foi da minha sala na escola. Mas até uns 4 anos. Aí a gente cresceu, eu mudei pro Brasil, e a gente se distanciou. Ano passado, eu acompanhei a turnê deles no Brasil de perto.

Qual é a lembrança que você tem deles?
De quando eu era pequena, não lembro de nada! Os meninos são muito educados e gente boa. O que ficou grudado na minha cabeça, foi o Nick me perguntando: "Como chama aquele restaurante que a gente foi?". E eu: "qual restaurante?", aí ele: "um muito bom, chamado pucão!". E depois de muito tempo eu falei: "ah, porcão?" (no Rio de Janeiro). E ele: "sim, isso! Lá tem uma carne maravilhosa". (risos) Foi engraçado ele tentando falar.

Eles são bonitos de verdade?
Eles são sim! (risos)

E qual é o mais bonito?
O Joe!

O que vocês fizeram juntos aqui?
Eles são muito ocupados. Mas eu assisti ao show, e a gente jogou um jogo que o Nick ensinou, que é meio esquisito. Jogamos no estádio, num gramado, esperando o show. Eles usam um taco, e leva a bola com a mão, mas chuta com o pé pro gol, em vez de usar o taco. É, não consegui jogar direito. (risos)

E como você encontrou eles?
Ah, antes deles virem pro Brasil eu encontrei o pai deles, o Kevin Jonas, nos EUA. Aí a gente conversou sobre o CD, ele me aconselhou coisas sobre gravar, disse que eu era muito talentosa, me incentivou, e me convidou pro show.

E a Demi?
Eu só conversei com ela quando eu estava no show. Mas ela é muito simpática, superfofa e muito bonita!

Você é bem estilosa. Quem é seu ícone fashion?
Acho a Fergie muito estilosa! Não que eu siga o estilo dela. Acho o meu estilo mais parecido com o da Demi Lovato. Ainda mais porque eu amo bota e ela usa muito!

Você é viciada em bota?
Sim, tenho uns 15 pares!

Qual é sua preferida?
Ah, uma verde escura, que tem um salto lindo. Aqueles saltos grossos. E outra preta de couro, que vai até embaixo do joelho, bem rock!

Qual é a dica que você dá para as meninas da sua idade que sonham em seguir a carreira musical?
Não é fácil, mas nunca desista do seu sonho! Corra atrás e, se alguém falar que não vai dar certo, não dê ouvidos e nem desanime! Prove pra essas pessoas que elas estão erradas.

Qual é a primeira coisa que a menina deve fazer?
Investir no talento, fazer aula de canto, para descobrir como é a sua voz. Aula de instrumentos também, se você gostar, e procurar profissionais pra eles te ajudarem.

Qual é o famoso que você quer conhecer se ficar superfamosa?
Taylor Swift, Beyoncé, Fergie...

E nenhum homem?
Sim! (risos)  Brad Pitt e Taylor Lautner.

Então já vi que você é team Jacob, né?!
Sim! Team Jacob! Adoro Crepúsculo!

Já surgiram outras propostas na sua carreira?
Surgiu uma proposta pra eu fazer um programa de TV. A gente ainda está conversando, então não é nada certo. Mas não posso falar o resto. É segredo!


Ouça mais Lu Alone no MySpace, ou siga a gata no Twitter dela! Gostou do som? Opine no nosso Twitter!





Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG



Contador de notícias