iG - Internet Group

iBest

brTurbo

23/09 - 08:45hs

Dra. Gineca responde!
O surgimento de bolinhas na região genital é sinal de problema ginecológico?

Dra. Denise Coimbra

Olá doutora. Estou precisando muito da sua ajuda, pois estou com uma dúvida.  Acontece que eu percebi uma pequena elevação na região genital e um pouco acima do ânus, parecem pequenas bolinhas, verruguinhas e são da cor da pele mesmo... Estou com medo que seja condiloma.

Perdi a virgindade há quatro meses e fiz sexo algumas vezes sem camisinha, apesar de saber dos riscos, mas meu namorado diz que não sente prazer quando faz com camisinha. E li na internet também que condiloma pode gerar câncer... Estou com muito medo. Gostaria de ter informações suficientes para eu ficar sossegada...
Bia



A área genital não é vista com frequência pelas mulheres, principalmente em inicio de vida sexual. Por não ter comparação com outras mulheres, algumas estruturas podem parecer anormais, por exemplo: carúnculas himenais (resquício do hímen roto), por isso pela sua descrição é difícil fazer diagnóstico.

Condiloma, além das verrugas, provoca prurido (coceira) e irritação genital. Em alguns sorotipos podem  aumentar o risco de câncer de colo uterino, mas já existe a vacina para prevenção. Nada será conclusivo sem o exame ginecológico. Procure o especialista.




Olá doutora. Tenho uma dúvida me corroendo! Notei o aparecimento de uma bolinha (que parece uma espinha), na superfície do órgão genital, na parte externa.

Minha amiga disse que quando estamos perto do período menstrual isso é normal. Mas fiquei preocupada, nunca fiz sexo sem camisinha, só oral, e me pergunto se pode ser alguma doença relacionada a isso. Obrigada desde já!




Por sua descrição parece tratar-se de um furúnculo, que é a inflamação de folículo piloso (região de nascimento dos pelos) na parte externa do monte de vênus ou púbis.

Apesar de estar na área genital constitui-se numa infecção da derme (camada abaixo da pele) e deve ser tratada por uma dermatologista, principalmente se houver recorrência constante, pelo risco de autocontaminação genital.

E você, também quer enviar a sua dúvida? Mande um e-mail Dra. Gineca. Deixe um comentário!

Leia mais sobre: problemas ginecológico

*Receba essa e outras notícias no seu celular. Envie igigirl para 49094.





Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG



Contador de notícias