Forfun faz “vaquinha” com fãs para gravar DVD no Circo Voador

Banda carioca realiza crowdfunding ambicioso: “Queremos fazer um trabalho à altura do que as bandas grandes fazem, e por isso precisamos da ajuda de todo mundo”

Bruno Capelas , iG São Paulo |

Divulgação
Prestes a soprar a 12ª velinha, o Forfun quer fazer uma grande festa no Rio de Janeiro

Perto de completar doze anos de existência, a banda carioca Forfun decidiu fazer uma festa em grande estilo. No dia 20 de dezembro, o grupo pretende gravar um DVD ao vivo no Circo Voador, tradicional casa de shows do Rio de Janeiro. No entanto, para a comemoração acontecer, os donos do hit “História de Verão” precisam da ajuda de seus fãs.

LEIA MAIS: Pré-estreia de “O Hobbit” contagia fãs de Tolkien
Fresno completa 13 anos: relembre entrevistas, clipes e momentos da banda

Divulgação
"Nós nos sentimos muito em casa no Circo Voador, e por isso queremos gravar um DVD lá", conta o baixista Rodrigo

“Há tempos nós queremos gravar um DVD com os melhores momentos da nossa carreira, e não queremos fazer isso de uma maneira tosca. Por outro lado, fazer um DVD não é barato, e o único meio de conseguirmos levar essa ideia adiante é por meio de um crowdfunding, um financiamento coletivo”, conta o baixista Rodrigo Costa em entrevista ao iG.

Siga o iG Jovem no Twitter

Hospedado no site catarse.me, o projeto de DVD do Forfun precisa arrecadar R$ 160 mil para virar realidade.

Curta o iG Jovem no Facebook

Pensando nisso, a banda resolveu estabelecer recompensas para as doações, que variam de acordo com o valor desembolsado pelo público. Quem quiser doar R$ 20,00, por exemplo, leva para casa um adesivo especial e o nome nos agradecimentos do encarte do DVD.

Já quem estiver com dinheiro sobrando e puder dar ao Forfun mais de R$ 130 ganha um ingresso para o show no Circo Voador, um DVD autografado e um pôster exclusivo do grupo.

+ MÚSICA: Dona do hit "Vagalumes", dupla Pollo lança primeiro disco
Transmissor: “Não faz sentido banda pequena cobrar por download”

“É difícil pedir dinheiro sem dar nada em troca, então criamos as recompensas para que a galera recebesse algo além do prazer de ter participado de um projeto bem sucedido”, explica o baixista da Forfun, que é acompanhado por Danilo Cutrim (vocal e guitarra), Vitor Isensee (guitarra e teclados) e Nicolas Christ (bateria).

Na entrevista a seguir, Rodrigo avalia a cena roqueira do Brasil e conta detalhes do DVD, que terá participações de Rodrigo (Dead Fish) e do produtor Liminha. “Vai ser uma grande festa, com o melhor do nosso repertório, tocado em um lugar onde nos sentimos em casa”, explica.

iG: Por que gravar um DVD a essa altura da carreira de vocês?
Rodrigo Costa: É um trabalho que a gente se cobra fazer há tempos e que os nossos fãs começaram a pedir depois que fizemos dez anos de carreira. Achamos que agora é a hora de registrar o que a gente fez de melhor nesse tempo todo de uma maneira bacana.

Forfun
"As recompensas são a maneira que encontramos para agradecer aos fãs que ajudarem a gente", diz Rodrigo Costa

iG: E como surgiu a sugestão de fazer uma ‘vaquinha’ com os fãs para realizar esse trabalho?
Rodrigo Costa: Nós não queríamos fazer algo tosco, queríamos um DVD que não deixasse nada a dever aos de bandas de gravadoras. A tecnologia para fazer isso já é acessível, mas gravar um filme como esses é um processo bastante custoso, por isso precisamos da ajuda dos fãs. É um recurso interessante, porque permite que qualquer pessoa que goste de uma causa faça ela acontecer, seja um show, um vídeo ou uma festa, por exemplo.

iG: Para gravar o DVD, vocês estão pedindo R$ 160 mil. Como estão as expectativas da banda para conseguir arrecadar tal quantia?
Rodrigo Costa: Estamos tentando fazer todo mundo que conhecemos se empolgar ainda mais nessa reta final. Não acho que tenhamos pedido uma quantia alta - nós não queremos fazer isso dar errado, não é mesmo? O site do crowdfunding tem a descrição de todos os gastos que nós vamos ter, para as pessoas perceberem que é um processo caro.

SAIBA MAIS: Conheça os bastidores de “The Walking Dead”
40 DVDs para curtir as férias no sofá!

iG: Dá para adiantar um pouco sobre o repertório do DVD?
Rodrigo Costa: Vai ter um pouco de tudo - só não vamos colocar músicas inéditas. É um repertório cheio de clássicos, embora eu ache a palavra ‘clássicos’ um pouco pretensiosa da nossa parte. Queremos agradar todo mundo, e vamos ter participações. O Rodrigo do Dead Fish e o Dedeco do Dibob já confirmaram que vão estar lá no show, e o Liminha, que produziu o nosso disco, também vai tocar com a gente. Ainda estamos chamando uma galera que não foi confirmada, então podem esperar por mais.

IZP
"O problema do rock no Brasil é que as rádios e as TVs ainda tem uma linha de pensamento muito antiga", avalia o baixista da Forfun

iG: O último disco do Forfun, “Alegria Compartilhada”, foi lançado gratuitamente para download na internet. Valeu a pena?
Rodrigo Costa: A gente acha que sim. Com essa tática, conseguimos uma abrangência maior, espalhamos o disco por mais lugares e mais gente conheceu o nosso som. Mas isso é algo que a gente acha, nunca tivemos números para avaliar isso de maneira palpável. De qualquer maneira, é uma opção bacana. Além de ser uma medida simpática ao público, para nós valeu a pena comercialmente falando. Não sei se isso vai se manter no próximo disco, mas até hoje, é uma ideia que rendeu frutos.

VEJA MAIS: O dicionário da paquera nas redes sociais
O que você mais gostaria de fazer antes do fim do mundo? Vote e comente!

iG: O cenário musical brasileiro está muito diferente de quando vocês fizeram muito sucesso - especialmente porque o rock não é um ritmo que ocupa mais os primeiros lugares das paradas. Como você enxerga isso?
Rodrigo Costa: Se você parar para pensar, não tem muitas coisas de rock nacional das quais eu goste hoje em dia. Gosto muito da Fresno, da Maldita, da Vivendo do Ócio, da Gloria. Não está ruim, porque essas bandas tem seu espaço, mas poderia ser melhor. Acho que isso vai mudar quando a mentalidade das rádios e das TVs mudarem. Esses veículos ainda não se acostumaram com muitas coisas que se alteraram nos últimos dez anos, e isso acaba castrando a cultura. Vi muitas bandas desistindo por falta de dinheiro, e muitas bandas que tinham potencial não desenvolverem suas ideias por saberem que não iam conseguir dinheiro. Mas, sinceramente, prefiro avaliar o que pode mudar para melhor do que entender o que levou a gente a esse cenário triste.

Assista abaixo ao vídeo que o Forfun gravou para apresentar o projeto do DVD aos fãs: 

Forfun "Crowdfunding" from flashfilmes on Vimeo.

CONTINUE LENDO: Fiuk fala sobre o novo disco: 'Quero gravar o que eu quiser'
NX Zero: “O novo disco mostra que amadurecemos com o nosso público”

Leia tudo sobre: Forfunrock nacionalcrowdfundingvaquinhaentrevistaCirco VoadorDVD

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG