College 11 lança disco de estreia: “Somos uma máquina de música”

Mayra Arduini e Bruno Martini falam ao iG sobre o primeiro trabalho, carreira internacional e explicam porque escrevem letras em inglês

Bruno Capelas , iG São Paulo |

Divulgação
"O disco tem uma diversidade musical bacana. As pessoas vão curtir o álbum por muito tempo", diz Mayra

Nessa terça-feira (17), os paulistanos do College 11 lançam pela iTunes Store seu primeiro CD, intitulado “College 11”. Formada por Mayra Arduini, de 18 anos e Bruno Martini, 19, a dupla é conhecida por fazer participações em programas do canal pago Disney Channel, tendo sido escolhida para abrir os shows de Demi Lovato, Selena Gomez e dos grupos 3OH!3 e All Time Low no Brasil.

“Nosso disco mostra como nós somos, misturando hip hop, música eletrônica e baladas romãnticas”, conta Bruno em entrevista ao iG.

Com 12 faixas, todas em inglês, o trabalho chega às lojas no dia 25 de julho. “Componho em inglês porque me sinto mais livre para escrever assim. Morei durante nove anos nos EUA, e isso facilita muito”, diz Mayra.

Divulgação
"Se fizessem um filme da minha vida, meu papel ficaria com a Dakota Fanning", diz a vocalista do College 11

Entre os destaques do álbum está o single “Till the Morning Light”, que é também o terceiro clipe da dupla, depois de “When Love Comes Around” e “Go!”. “É um vídeo que mostra muito do que é a banda na estrada e nos bastidores”, diz Mayra.

Siga o iG Jovem no Twitter

Na entrevista a seguir, a dupla fala sobre o álbum “College 11”, o processo de composição de suas músicas, dá dicas para quem sonha em ter uma banda e comenta sua carreira internacional.

iG: O que o disco traz de novo para os fãs que já conhecem a banda?
Mayra Arduini:
O disco vai trazer uma série de estilos musicais bem distintos uns dos outros. Cada faixa lembra um tipo de música, e as pessoas não vão se cansar tão rápido do CD por causa dessa diversidade musical.
Bruno Martini: Somos bem ecléticos. O nosso CD mostra como nós somos e o que a gente escuta em casa, essa mistura entre hip hop, eletrônico e baladas românticas.

iG: Todas as faixas do disco são em inglês. É uma escolha?
Mayra Arduini: Acho que não. Componho em inglês porque me sinto mais livre para compor. Morei nos Estados Unidos durante nove anos, e isso ajuda muito.
Bruno Martini: Eu vou para os Estados Unidos quase todo ano, porque tenho parentes lá. Acho que o inglês é uma língua que abre portas para nós, levando o nosso trabalho para outros países. Mas, melhor que isso, é poder ser aceito no Brasil cantando em inglês.

LEIA TAMBÉM: Escola do Rock: aprenda a ser um rockstar com seu ídolo
"Programas educativos não geram lucros", diz ator e criador de Beakman

iG: A banda já fez shows acompanhando a Selena Gomez na Argentina, e fez participações na versão latina do seriado “Quando Toca o Sino”. Como está a carreira internacional de vocês?
Mayra Arduini: Queremos poder fazer uma turnê pelos Estados Unidos e pela Europa. Por enquanto, estamos fazendo um “sucessinho” fora do Brasil, especialmente no México, na Argentina e na Colômbia.

iG: Que dicas dão para quem quiser começar a brincar com música?
Mayra Arduini: Nunca subestime algo artístico que você tenha feito. Qualquer frase pode ser legal. Você tem que persistir, pois nada que é fruto da sua imaginação é em vão.
Bruno Martini: Não existe uma receita para compor uma boa música. Escreva o que você se sente naquele momento, tentando ser o mais verdadeiro o possível. É algo que as pessoas percebem, e isso faz com que elas gostem da música.

Divulgação
A dupla se conheceu em um festival de música de uma escola de inglês, em São Paulo

iG: Como é o processo de composição de vocês?
Mayra Arduini: Nós fazemos tudo juntos. Estamos sempre nos ligando quando temos novas ideias. Somos uma máquina de música.

iG: Na última entrevista ao iG, a Mayra disse que estava “muito bem resolvida” quanto à vida amorosa. E agora como está?
Mayra Arduini: Eu continuo bem resolvida (risos). Deixo no ar pra quem quiser descobrir.

iG: E você, Bruno, como anda o coração?
Bruno Martini: Eu sou solteiro.
Mayra Arduini: Ele é um daqueles meninos que gostam de viver a vida livremente (risos).

Divulgação
Bruno levaria o álbum "Thriller", de Michael Jackson, para uma ilha deserta

iG: Se a vida de vocês fosse um filme, quem seriam os atores principais?
Mayra Arduini: Quem faria o meu papel seria a Dakota Fanning, e o do Bruno seria o Nick Jonas.
Bruno Martini: Acho que o Hulk... Não, brincadeira (risos). O Justin Timberlake. E eu ia fazer de tudo para a Mila Kunis estar no filme. Não é modinha. Gosto dela faz tempo!

Curta o iG Jovem no Facebook

iG: Qual o xaveco mais furado que vocês já receberam?
Mayra Arduini: Eu não acho que nenhum xaveco é furado. Se uma pessoa toma coragem para falar algo para você, vale a pena.
Bruno Martini: Eu estava num restaurante, e parou uma menina linda na minha frente. Ela falou: “Nossa, você é muito bonito. Lembra quando a gente conversou?”. Eu: “Lembro, foi naquele restaurante japonês”. Ela: “Não, foi num italiano”. Acho que ela ficou meio decepcionada...
Mayra Arduini: Poxa, mas isso não foi um xaveco, Bruno!

iG: Que poder vocês teriam se fossem super-heróis?
Mayra Arduini: Eu queria poder voar. Imagina que legal se você pudesse voar para onde você quiser, ver o mundo de cima, do alto, com a liberdade que deve ser?
Bruno Martini: Por morar em cidade grande, eu daria tudo para poder me teletransportar, porque o trânsito de São Paulo é horrível.

+ MÚSICA: Cícero Lins: “A internet é a verdade da nossa geração”
Dupla junta refrões de hits sertanejos e faz sucesso com “Mistura Boa”

iG: O que tem na geladeira de vocês agora?
Mayra Arduini: Tem bastante macarrão na minha. Chá gelado, ovo, manteiga e as coisas clássicas de geladeira.
Bruno Martini: Sou apaixonado por requeijão. Você ia encontrar umas cinco latinhas de requeijão ali.

iG: Pra terminar, que disco vocês levariam para uma ilha deserta?
Bruno Martini: Eu levaria o “Thriller”, do Michael Jackson.
Mayra Arduini: Pô, Bruno, você roubou minha ideia. Vou ser mais moderna, então! Eu levaria o CD da Demi Lovato, o “Unbroken”.

Veja abaixo o clipe de "Till the Morning Light"

CONTINUE LENDO: Como montar um look sertanejo
Loucos por famosos: vale tudo para conhecer um ídolo de perto

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG