Festas trazem de volta música e ícones dos anos 1990

Depois do revival da década de 1980, chegou a hora de relembrar a “Banheira do Gugu”, “Street Fighter” e “Barrados no Baile”

Bruno Capelas |

Divulgação/Barrados no Baile
Numa festa anos 1990, o espírito é dançar e curtir com o encanador Mario, a Tiazinha e os Power Rangers

Boys bands bombando nas rádios. “Carrossel” passando na TV. Guns N’Roses e Faith No More como atrações principais dos maiores festivais de música do país. Tudo leva a crer que estamos em 1993, mas basta olhar o calendário para voltar a 2012. Depois do sucesso da festa paulista Trash 80’s, e todas as outras que vieram depois dela Brasil afora, já pode anotar: os anos 1990 são os novos anos 1980.

Pegando carona nesse sentimento nostálgico, começam a pipocar pelo país festas que homenageiam o período no qual nomes como É o Tchan, Mamonas Assassinas, Spice Girls, Nirvana e a onda techno se misturavam nas paradas de sucesso, fazendo todo mundo dançar.

Divulgação/TigerRobocop90
Na Tiger Robocop, ícones pop como Latino e Spice Girls convivem lado a lado com o rock de Nirvana e Raimundos

Feitas para o público que nasceu entre o final dos anos 1970 e os anos 1980, a “Tiger Robocop 90”, de São Paulo, e a “Barrados no Baile”, do Rio de Janeiro, são especialistas em trazer de volta grandes sucessos da década.

Siga o iG Jovem no Twitter

“Gostamos de colocar na pista canções que tocavam a todo momento naquela época, para despertar nas pessoas aquele sentimento de ‘nossa, eu não lembrava dessa música!’”, explica o carioca Claudio Macedo, criador da “Barrados no Baile”, que faz referência à série de TV protagonizada por Jason Priestley e Shannen Doherty. A balada itinerante chegou a reunir 1600 pessoas em apenas uma noite.

LEIA TAMBÉM: Por onde andam as estrelas das séries clássicas?
Qual é a boy band do momento?

“Dividimos a noite por blocos, começando com o rock, depois indo para o pop, até chegar nas músicas mais trash, como axé, pagode e ‘Macarena’. A parte legal é que todo mundo que vai na festa dança tudo, seja um cabeludo fã de metal ou uma menina que tem toda a cara de ter curtido Spice Girls”, comenta João Pedro Ramos, da “Tiger Robocop 90”. A festa, cujo nome tira um sarro com um golpe do jogo “Street Fighter”, acontece quinzenalmente em São Paulo sem lugar fixo.

Proibido Macarena

Tem também quem goste de reviver um lado mais específico dos anos 1990: o do rock alternativo, celebrando nomes como Pixies, Pavement, Weezer, Pearl Jam e Oasis. É o caso da “Tied To The 90s”, feita em Curitiba, no James Bar, e a “Cromo 90”, que acontece no Neu! Club, no bairro paulistano da Barra Funda.

Nas duas baladas, dificilmente você ouvirá os grandes sucessos daquele período. “Não queremos tocar ‘Macarena’, mas sim as músicas do Weezer, que é uma banda que nós adoramos daquele período”, explica Sol.

Spice Girls. Foto: DivulgaçãoStreet Fighter II. Foto: DivulgaçãoArquivo X. Foto: DivulgaçãoBarrados no Baile. Foto: DivulgaçãoBeavis and Butt-Head. Foto: DivulgaçãoBanheira do Gugu. Foto: DivulgaçãoAyrton Senna. Foto: DivulgaçãoFriends. Foto: DivulgaçãoKurt Cobain, da banda Nirvana. Foto: DivulgaçãoCastelo Rá-Tim-Bum. Foto: Divulgação

"Depois do revival dos anos 1980, estávamos conversando entre amigos fazendo alguma piada boba nos perguntando sobre quando ia começar a onda de nostalgia da década de 1990. Foi assim que criamos a Tied to the 90s”, conta Sol Lingnau, que organiza a balada paranaense.

“Quando começamos, a ideia era juntar os amigos e ouvir a trilha sonora da nossa adolescência em uma noite, como uma reunião de amigos. Toda vez que rola é especial”, argumenta Amauri Gonzo, da Cromo 90.

Divulgação/DW Ribatski
O cartaz da "Tied to the 90s" faz referência ao Nirvana, aos Simpsons e aos Chicago Bulls, o grande time de basquete da época

Para ele, a nostalgia da época do grunge e dos Mamonas Assassinas vai ser menos intenso que os dos anos 1980. “Hoje, as pessoas estão se cansando rápido demais das coisas. Daqui a dois ou três anos, quando todo mundo já estiver enjoado de ouvir falar nos anos 1990, não duvido que surja uma festa ‘revival 2000’, tocando Strokes e outras coisas assim”, diz Amauri.

Uau, Domingo Legal!

A nostalgia dessas festas, no entanto, não vem só das caixas acústicas. Nessas baladas, são feitas projeções de vídeos que marcaram a década. A Cromo 90 passa fitas de vídeo com documentários, shows e desenhos gravados, enquanto a “Tiger Robocop” chega a exibir trechos de “O Mundo de Beakman” e da “Banheira do Gugu”, quadro que ficou famoso no programa “Domingo Legal”, do apresentador Gugu Liberato, atual TV Record.

Curta o iG Jovem no Facebook

Na “Barrados no Baile”, que já chegou até a homenagear os 15 anos do tetracampeonato mundial de futebol, é comum ver personagens dançando pela pista. “O nosso público curte muito pensar que estão dançando com a Madonna, o Mario Bros, os Power Rangers e os Bananas de Pijamas. Tentamos trazer pessoas fantasiadas assim em todas as edições da Barrados”, diz Macedo.

Leia abaixo 10 músicas que não podem faltar numa festa anos 1990, selecionadas pela equipe da Tiger Robocop 90

Raimundos - "Eu Quero Ver o Oco"
Will Smith - "Gettin Jiggy Wit It"
Planet Hemp - "Mantenha o Respeito"
Green Day - "Basket Case"
Mamonas Assassinas - "Vira Vira"
Ultraje a Rigor - "Nada a Declarar"
Red Hot Chili Peppers - "Give It Away"
Backstreet Boys - "Everybody"
Spice Girls - "Wannabe"
Claudinho e Buchecha - "Conquista"
Scatman John - "Scatman"

CONTINUE LENDO: Dead Fish comemora 20 anos de carreira com DVD ao vivo
Relembre os atores que cresceram nas telas da TV e do cinema

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG