Com 20 milhões de cliques videologger ganha programa na TV a cabo

Lucas Caetano do “Vagazoide” estreia na Sony Spin falando sobre música, games e comportamento

Gustavo Abreu, iG São Paulo | 15/02/2012 08:01

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Foto: Reprodução

Lucas Caetano é a mente brilhante por trás do videolog "Vagazoide"

Era pra ser apenas uma brincadeira de adolescente fazendo vídeos caseiros para se divertir com os amigos. Mas as piadas foram tão boas que, aos poucos, Lucas Caetano virou celebridade da internet e agora ganhou até um programa na TV a cabo. “Tem fã que quando me vê acha que eu sou um Backstreet Boy e começa a gritar”, conta ao iG Jovem o paulista de 17 anos, agora exibindo os episódios de sua websérie “Vagazoide” na grade do canal pago Sony Spin.

Como todo bom “meme” de internet, Lucas começou a gravar o “Vagazoide” em casa sem pretensões e “na inocência”, como ele explica. “A gente sonhava em aparecer na TV e ficar conhecido, mas não tinha muita perspectiva”, diz.

Foto: Reprodução Ampliar

Com dois anos no ar, o canal de Lucas no YouTube teve 20 milhões de visualizações

Nos vídeos, Lucas aparece em frente à webcam, no próprio quarto, falando besteiras sobre assuntos comuns a qualquer adolescente como videogame, música, namoro e espinhas.

Siga o iG Jovem no Twitter

A edição ele e o amigo aprenderam a fazer no próprio computador, com programas gratuitos e muita paciência. A coisa deu tão certo que hoje ele já tem câmera e ajuda profissional para finalizar as vinhetas e colocar no ar.

LEIA TAMBÉM
Qual é o seu meme favorito?
O que é um meme?
Luiza, de volta do Canadá: "Não tenho vocação pra ficar na mídia"

O roteiro, Lucas conta, vem de sua própria cabeça. “Não sou ator. Eu sou eu mesmo. No Vagazoide eu faço uma performance, mas aquele cara realmente existe, é como um desabafo”, diz. A mensagem do videolog é não se levar a sério: “O mundo espera que o adolescente seja idiota e só vai ter cérebro quando crescer, mas não é verdade. A gente não pode se conformar.”

A oportunidade de ir para a TV a cabo surgiu depois de uma visita à Campus Party de 2011, quando ele conheceu alguns representantes da Sony. Sua conta do YouTube contabiliza 190 mil assinantes e mais de 20 milhões de acessos.

No canal, ele teve que eliminar os palavrões do roteiro, mas encarou a censura como desafio. “É mais difícil ser engraçado sem falar palavrão, então estou aprendendo muito”, diz.

Enquanto não está gravando o “Vagazoide”, Lucas gosta de ler quadrinhos, andar de skate e jogar videogame. “Sou 60% nerd, mas também faço coisas que as pessoas descoladas gostam”, brinca. Sua vontade no momento é entrar para a faculdade de Rádio e TV, mas ele ainda vai dar um tempo, enquanto a série estiver dando certo.

Foto: Reprodução Ampliar

"É só ter um computador e uma ideia na cabeça"

“Começou a entrar uma grana do programa e patrocinadores, então por enquanto estou só juntando e curtindo minha adolescência”, avisa. Apesar de seus pais acharem estranho, a princípio, a profissão “videologger”, Lucas diz que agora eles “morrem de orgulho”.

O dono do “Vagazoide” finaliza o papo dando a dica para a molecada que também quer fazer sucesso com o formato. “Qualquer um pode fazer. É só ter um computador e uma ideia na cabeça. As coisas ainda vão evoluir e é fantástico porque qualquer um pode virar uma celebridade, conseguir fã e ter audiência.”

Assista à série "Vagazoide" no Sony Spin e acesse a página de Lucas Caetano no YouTube

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo