Os 10 mandamentos das redes sociais

Dicas para se dar bem no Facebook e Twitter sem pagar mico ou virar um web-chato

Bruno Capelas, iG São Paulo |

Thinkstock Photos
Tenha noção para não se tornar o chato do Twitter e do Facebook
Além de ser conhecida pelas canções e performances ousadas, Rihanna está ganhando notoriedade ultimamente por seu comportamento no Twitter e posts cada vez mais polêmicos, com direito a palavrões, fotos com strippers e inúmeras declarações sobre baladas e bebidas. Se tratando de uma popstar internacional, todo mundo acha engraçado. Mas imagine como a coisa pode ficar feia se o mesmo acontecer com você ou alguém da sua classe?

LEIA TAMBÉM: Passo a passo: como fazer um podcast
No estúdio com Jefferson e Suellen, os irmãos do webhit “Para Nossa Alegria”

Para evitar este ou outros problemas do gênero, fomos às ruas e conversamos com jovens de todas as tribos para saber o que fazer (e o que não fazer) nas redes sociais.

Veja abaixo dicas para você não ser considerado um web-chato e aproveitar ao máximo o potencial do Twitter e do Facebook.

1 - Não reclamarás do frio, do calor, da sua mãe, do gato ou do vizinho. Reclamar de uma coisa ou outra tudo bem, mas muita gente só sabe fazer isso nas redes sociais, o que pode ser cansativo. “É chato pra caramba”, diz Julia, 17. O André, 15, faz um desabafo: “Tem gente que acha que o Facebook é diário ou penico. Não sou psicólogo para ouvir as pessoas reclamarem de tudo”. A Marcella, 17, completa: “Não esteja em uma rede social se você não quer ser social. É simples.”

Thinkstock Photos
Reclamar de tudo e brigar não são duas práticas recomendáveis nas redes sociais
2 - Não lavarás a roupa suja nas redes sociais. “É óbvio que nunca é legal brigar com alguém, mas fazer isso pelo Twitter é pior ainda”, conta Luiza, 14. A Ana Paula, 14, completa: “Ligar o Caps Lock não leva a nada. É coisa de gente babaca”. Pode parecer um conselho besta, mas se você tem um problema com alguém, resolva cara a cara. Além de ser mais fácil, ainda evita que as pessoas achem que você está só procurando Ibope, como explica a Marcela: “Tem gente que briga só para causar e a aparecer, e as pessoas ficarem assistindo. É muito apelativo."

Siga o iG Jovem no Twitter

3 - Criarás um grupo da sua sala de aula. Juntar o pessoal da sala em um grupo pode ser ao mesmo tempo útil e divertido. “O pessoal costuma avisar dos trabalhos que tem para fazer, e a zoeira também é bem legal”, diz Monique, 15. A Julia, 17, concorda: “Ajuda muito fazer um grupo. Na escola que eu estudo, tem provas todos os dias. Toda noite a galera fica estudando pelo Facebook, fazendo exercícios, dividindo os resumos”. A Marcela, 16, faz uma ressalva: “É legal, mas tem que tomar cuidado para não entregar a tarefa de casa com as respostas iguais.”

4 - Usar aplicativos do Facebook moderadamente. “Eu parei de usar o Facebook por causa do monte de jogos e avisos do MeuCalendário que eu recebia”, comenta Marcella, que hoje só usa o site para conversar com seus amigos. O Patrick, 16, concorda: “Os aplicativos são as piores coisas do Facebook. Eu não aguento mais ver aquelas imagens para curtir ou compartilhar.”

LEIA TAMBÉM : Como fazer um podcast
O livro de formatura dos famosos

5 - Não abordar os pretendentes em vão. Está a fim de alguém que você viu pelo Facebook? Vá com calma. “Eu adiciono e depois puxo papo, numa boa. Costuma dar certo. É como na vida real: você conhece alguém e começa a trocar ideia. Não chega logo beijando, né?”, comenta André, 16. As meninas são mais discretas: “Eu costumo dar uma indireta no Twitter ou só começo a seguir. Se o menino fala de uma música, eu puxo papo, mesmo que eu não conheça a banda, só para ter algum assunto”, conta Marcela.

Thinkstock Photos
Criar um grupo da sua sala pode ser divertido e ajudar na hora de estudar para as provas

6 - Respeitar pai e mãe sobre todas as coisas. Tudo bem, pode ser o maior mico ter o seu pai comentando aquela foto com as suas amigas na balada, mas é preciso respirar fundo e suportar a pressão. “Eu não adiciono a minha mãe e ela sabe. Toda hora rola uma discussão em casa por causa do Facebook”, falou o Patrick. O Lucas, 17, leva a questão numa boa: “Eu tenho minha mãe no Facebook. Não tenho nada a esconder mesmo”. E tem gente que até se aproveita das redes sociais para agradar os pais: “Vira e mexe, eu posto alguma coisa para a minha mãe no Facebook, elogiando o jantar dela, ou falando do passeio no shopping que a gente teve naquele dia”, comenta a Marcela.

LEIA MAIS: Os 10 mandamentos do celular na escola
O que fazer quando sua festa sai do controle?

7 - Não entupirás a timeline alheia com mensagens de amor. “O amor é lindo, e a gente sabe disso, mas tem certas coisas que você tem que guardar para a sua privacidade”, diz Julia sobre aqueles casais que mandam um “eu te amo” a cada 10 segundos no Twitter. “Casal é quando os dois estão juntos, sozinhos. Não precisa mandar uma mensagem com um ursinho fofo toda hora”, completou a Marcela. O Lucas, que namora, também não acha isso legal: “Não seja meloso. Curta a sua namorada em paz, e aproveite o tempo que você passa junto dela.”

Thinkstock Photos
Se você namora, seja discreto e não entupa a timeline alheia com mensagens de amor

8 - Terás paciência com o amigo sem noção. Todo mundo tem aquele amigo que adora marcar num foto horrível e fazer você pagar mico. “Eu fico tranquila. Ou sou discreta e me desmarco, ou eu mesma faço piada daquela foto. Não tem muito o que fazer”, explica Luiza. “Criar caso não leva a lugar algum. Mas se você não se sente confortável com aquela foto, conversa com o seu amigo e pede para ele tirar a imagem do ar”, completa Patrick.

Curta o iG Jovem no Facebook

9 - Não usarás Twitter e Facebook como bate-papo. Apesar das redes terem finalidades parecidas, cada uma tem sua peculiaridade. Nenhuma delas, no entanto, é servir como bate-papo online! Ninguém precisa saber sobre o que você está conversando com o vizinho ou o colega do colégio. “Se a conversa começa a se estender, eu falo para mudar pro Facechat, para não lotar a timeline das pessoas e deixar o papo mais privado”, diz Luiza.

10 - Cutucar com moderação. O botão “cutucar” do Facebook é divertido, mas deve ser usado com parcimônia. “Tem um menino que sempre me cutuca. Às vezes, eu cutuco ele de volta, e em menos de 10 segundos ele me cutuca de novo. Dá medo”, comenta Marcella. “No começo era divertido mas depois a brincadeira encheu o saco, porque não vai a lugar nenhum”, desabafa Monique, 15. Mesmo assim, há quem tenha se dado bem com essa história: “Um amigo meu começou a namorar por causa de uma cutucada. Ele cutucou a menina, ela retribuiu e quando isso acontece, as fotos da pessoa se abrem pra você. Ela viu as fotos dele, gostou, e eles estão juntos há sete meses”, lembra Marcela.

CONTINUE LENDO
Danilo Couto: “Eu estaria pegando as mesmas ondas se não tivesse salário”
Os 10 mandamentos do primeiro encontro

    Leia tudo sobre: dez mandamentostwitterfacebook

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG