Festival em São Paulo reúne filmes de ficção e documentários sobre skate

A preços populares e inspirado em exemplo norte-americano, BR-1 Skate Film Festival começa na sexta-feira (14), no Cine Olido, em São Paulo

Bruno Capelas , iG São Paulo |

Conhecido por seus saltos, giros e manobras incríveis, o skate é um esporte que costuma oferecer imagens capazes de fazer cair o queixo de qualquer um . A partir da sexta-feira (14), em São Paulo , acontece o BR-1 Skate Film Festival , uma mostra de cinema e vídeo dedicada a várias dessas imagens incríveis geradas pelo esporte das rodinhas.

“A coisa mais legal de um filme de skate é que ele tem um ponto de vista diferente dos filmes tradicionais, desde o roteiro até a maneira como a cãmera é usada. É isso que queremos mostrar no BR-1. Se o filme fala de skate ou foi feito por um skatista, ele pode estar no festival”, explica Anderson Tuca , curador da mostra.

Divulgação
O BR-1 Skate Film Festival acontece em São Paulo, entre os dias 14 e 20 de setembro

Inspirado no Skateboard Film Festival , realizado anualmente em Seattle (EUA) , o BR-1 vai até o dia 20 de setembro, com três exibições diárias no Cine Olido , localizado no centro de São Paulo, próximo á estação República do metrô.

Siga o iG Jovem no Twitter

O melhor de tudo? O ingresso para cada sessão custa apenas R$ 1 - e tem meia entrada. A programação completa, com horários e sinopses dos filmes, pode ser visualizada no site do festival

+ SKATE:  Bob Burnquist: “Só vou parar com o skate quando eu morrer”
Assista a 5 manobras + inacreditáveis do mundo do skate

Seleção
Entre os filmes selecionados para a mostra, estão os documentários brasileiros “Dalua Downhill” e “Vida Sobre Rodas” , que conta a história do skate no Brasil nos últimos 20 anos, e o filme de ficção “Paranoid Park” , do elogiado diretor norte-americano Gus Van Sant .

Outro destaque do festival é a retrospectiva da vídeo-revista “Silly Society” , realizada pelo skatista Cristiano Mateus durante os anos 1990. “A ‘Silly Society’ marcou época entre os praticantes do esporte, porque tinha entrevistas, relatos de campeonatos, anúncios, como se fosse uma revista eletrônica. Vamos passar todos os episódios da revista ao longo dos dias da mostra”, diz o curador do BR-1.

Filmes inéditos no Brasil também têm sua vez no BR-1, como os curtas “Skateistan: To Live and Skate Kabul” e “Indonesi’am” , que mostram como o skate aparece em outras culturas. “Não quisemos limitar a programação apenas a filmes brasileiros. Outro filme bem bacana é o mexicano ‘Pata de Ferro’” , comenta Anderson.

Reprodução
"Vida sobre Rodas", com a participação de Bob Burnquist e Sandro Dias, é um dos destaques da programação do BR-1 Skate Film Festival

Participação
Além de exibir filmes consagrados, o BR-1 Skate Film Festival também abriu espaço para novos cineastas e produtores: “Divulgamos na internet que ia acontecer o festival e que estávamos abertos a receber curtas para exibição. Chegaram para nós cerca de 120 trabalhos, e nós escolhemos 25 para a programação oficial”, explica Valéria Blanco , organizadora do evento.

Para o futuro, o festival tem grandes ambições. “Nossa ideia para as próximas edições é fazer o festival crescer, com oficinas, debates, exibições. Além disso, queremos criar uma rede com os realizadores que estamos tendo contato no Brasil inteiro, e, quem sabe, realizar edições do BR-1 em outras cidades do país”, diz Valéria.

CONTINUE LENDO:  Edgard Vovô: “Sempre tive a paixão de voar com o skate”
Lenda do skate, Tony Hawk fala ao iG: "Ainda posso melhorar"

Leia tudo sobre: skatecinemaBR-1 Skate Film FestivalCine Olido

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG